10 Dicas para navegar tranquilo na Internet

Um amigo te manda um “whats” te chamando pra tomar umas. Vocês tiveram a entrega de um relatório que te tomou o mês inteiro de trabalho. Você visualiza a mensagem e pensa se vale a pena. Mas é sexta-feira, poxa! Então você põe a primeira roupa que encontra e se prepara pra sair. Olha se deixou comida para os bichos, checa a porta dos fundos, tranca a porta da frente, passa o cadeado no portão e aí se dá conta de que deixou a janela do seu quarto aberta. “Mas é só uma janela”. Vira as costas e sai. Quando retorna, se depara com a casa toda revirada e com vários itens a menos. O estrago foi feito. E não foi preciso nem arrebentar as trancas.

Na internet não é diferente. Todo cuidado é pouco. Uma distração, uma brecha e “boom”, lá vai você perder horas no telefone porque teve o cartão de crédito clonado ou seu perfil que posta, sem seu conhecimento, conteúdo pornográfico constrangendo sua família.

O mundo online é perigoso e é por isso que é importante se assegurar, por todos os lados, para evitar futuras dores de cabeça. Fraudes, roubos de dados, exposição, tudo. 

Por isso vamos listar alguns cuidados básicos (e extremamente fáceis) para te ajudar a evitar prejuízos e surpresas não desejadas.

1- Crie senhas “complicadas”

Nada de data de aniversário, nascimento do seu cachorro ou a fundação do seu time.

Crie sempre senhas com mais de 6 caracteres, quanto mais, menos fácil vai ser pra um invasor descobrir suas senhas. Adicione maiúsculas, caracteres especiais tipo “@, *, ?” e por aí. Deixe a criatividade fluir. Nunca envie a senha por escrito em mensagens para ninguém, e caso tenha que anotar, lembre-se de rasgar o papel e jogar fora (evite anotar senhas em papel, pois se alguém realmente quiser sua senha, vai revirar o lixo e encontrar). Existem também programas especiais para dificultar a vida dos indejados , como o KeePass

(https://keepass.info/download.html), onde você cria uma senha master, salva usuários seus e senhas e dispensa que você memorize todas. Vale a pena.

2- Evite usar redes públicas

Às vezes a gente está sem internet e recorre a redes públicas, que não exigem nem mesmo senha, por vezes. Corra dessa tentação, meu amigo! A maioria das redes públicas escondem hackers prontos para roubar dados dos dispositivos conectados a essas redes, ou ainda direcionar a sites falsos através de links. Se for usar rede pública, utilize uma VPN (Virtual Private Network — Rede Virtual Privada). Esse tipo de serviço oculta o seu endereço IP (mesmo se ele for IPv6) e reforça a sua privacidade. Note, porém, que a maioria dos serviços de VPN é paga. Aliás, falando de links, vamos ao próximo ítem.

3- Cuidado com links enviados

Recebeu algum link que algum conhecido enviou?! Pergunta pro amiguinho se foi ele realmente quem te mandou. Há malwares que aproveitam que você está usando serviço de mensagem para enviar links com vírus ou direcionamento de sites maliciosos. Cuidado também com links de promoções que parecem que não existem, porque às vezes elas realmente não existem, são só iscas para te levar para um “roubo online”.

4- Clique em “sair” quando for sair de alguma aplicação

Vai sair do site ou aplicativo do seu banco, Facebook, site de loja ou outra aplicação, procure um “logout”, “sair”, “desconectar”, “até mais”, “ciao, belo”, qualquer coisa, porque aquilo que você faz de só fechar a janelinha, meu amigo, não adianta nada. Você fecha a janela mas a porta fica aberta pra próxima pessoa que for usar aquela aplicação. Sempre se assegure de ter fechado devidamente qualquer coisa. Sempre.

5- Cuidado ao se cadastrar em sites

Viu algum produto bacana com um preço melhor ainda?! Que ótimo! Já conhece o site, ele é seguro?! Perfeito! Mas e se não for um site que você já ouviu falar ou conhece alguém que conhece alguém que já comprou nele?! É a nossa quinta dica. Dá uma pesquisada em qualquer site antes de se cadastrar ou lançar qualquer dado que seja nele. Se tem um “reclame aqui” já é um alento, e mesmo assim não é garantia de segurança. Lembre-se que a internet oferece muita comodidade, mas dor de cabeça também. E todo cuidado é pouco. Se for fazer qualquer operação através de rede pública, mais cuidado ainda. Já falamos antes sobre, lembra?!

6- Não fale coisas demais nem mostre demais sobre você

A gente sabe que todo mundo gosta de postar aquela foto do churrasco de domingo com a família toda reunida com a avó que veio do interior. Ou ainda aquela foto legal mostrando o carrão novo que “foi Deus quem deu” para fazer inveja pros inimigos. Mas que tal ter um pouco mais de cuidado nos posts e coisas que mostram mais de perto sua vida?! Nada de foto mostrando a entrada da sua casa, placa do carro, nada. Sabe aquelas ligações que você recebe falando que sequestraram sua “irmã”, te enchem de detalhes sobre sua vida (que sua “irmã” passou) e que se você não depositar um valor x vão acabar com a vida dela?! Começam lá atrás quando alguém senta procurando suas informações nas suas redes sociais. E isso nos leva à dica 7.

7- Nunca responda a provocações e intimidações

Leu bem?! NUNCA! Além de evitar incomodações, você não passa mais informações ainda ao meliante virtual, coisas que a gente acaba falando a mais em função do nervosismo da situação. E lembre de dar print em tudo e fazer cópia, caso seja preciso levar essas ameaças para o âmbito judicial ou policial mesmo

8- Use navegadores conhecidos

“Mas eu gosto do T@#! Com o T@# eu tenho conteúdo que é restrito na maioria das regiões! Com o T@# ninguém sabe qual é meu ip! Posso mexer em tudo sem medo!”…Blábláblá. Que tal usar um navegador que tem um pessoal que está sempre se aperfeiçoando e corrigindo toda e qualquer falha que apareça?! Todos os argumentos que se usam para navegar através de navegadores menos conhecidos servem também como contra-argumentos. Se você acha que é o esperto na sala e que tá burlando a internet normal, tem alguém nesses navegadores olhando o patinho que acha que é sabido nadar nesse lago desconhecido que é a internet.

Google Chrome e Firefox são águas mansas. Fica a dica.

9- Use antivírus

Esse ítem seria dispensável citar, porque todo mundo sabe da importância de um antivírus em qualquer sistema operacional. Que tal só dar aquela checada serelepe pra ver se você está usando a versão mais atual e segura dele?! Com seu celular ou outro dispositivo é a mesma coisa, se certifique que está configurado para atualizações automáticas para poder acessar suas coisas sem medo.

10- Cuidado com sites duvidosos, anexos estranhos em e-mails e downloads

Verifique extensões, tamanhos de arquivos que parecem que não batem, os “clique aqui para continuar”. Evite baixar vídeos e fotos de grupos da família ou clicar em links que prometem emagrecer 10 quilos em 4 dias ou “como durar mais”, qualquer coisa estranha ou milagrosa. Isso vale para aquele boleto de um banco que você nunca na vida teve conta e que agora, do nada, “entrou com ajuizamento em cartório”. Não abra nada. NADA. A menos que você saiba qual é a verdadeira origem.

Lembre-se que a internet é o mundo de Marlboro, terra de ninguém. Todo cuidado é pouco. Como sua mãe diz, “cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

Ouviu bem?! TODO CUIDADO É POUCO. Agora você já sabe como passear mais tranquilo pela web. E quando for sair, não esqueça: tranque tudo. E não esqueça de fechar a janela.